Já pensou em fazer uma tatuagem em homenagem ao seu filho?

Já pensou em fazer uma tatuagem em homenagem ao seu filho?

Fazer uma tatuagem em homenagem ao filho, quem resiste? Pode ser o nome dele, a impressão do pezinho quando nasceu, a mãozinha… Tem quem tatue o batimento cardíaco, o beijo, o brinquedo preferido. Até o ultrassom já virou tatuagem de mãe. O tatuador Sergio Led’s, que tem 35 anos de profissão e está a frente de um dos maiores estúdios da capital paulista, o Led’s Tattoo, conta que a “tatuagem de mãe” está, de fato, se tornando cada vez mais comum. “Toda semana vai alguma mãe ao estúdio fazer uma tatuagem que lembre o filho, independentemente da mulher já ter tatuagem ou não”, diz. Led’s já tatuou mães famosas, como a atriz Daniele Winits (que escreveu o nome do filho Noah no braço) e a apresentadora de TV Astrid Fontenelle (que desenhou um “colar” com o nome do filho Gabriel no pescoço).

Amanda Maciel, filha de Led’s, tatuou o nome do filho, que é do signo de leão, com uma coroa de rei (Foto: Arquivo Pessoal)

A designer Kika, mãe de duas meninas, registrou as duas filhas na pele (Foto: Arquivo Pessoal)

O perfil das mães que o procuram varia muito, afirma o especialista. Os homens também faz parte desse público, mas em menor número. Em comum, o que os leva a desenhar na pele, para sempre, algo que simbolize o filho? A resposta é unânime: o amor. “ O sentimento é tão grande que dá vontade de mostrar para todo mundo”, acredita a diretora de arte Kika Gianesi, 40, mãe de duas meninas de 6 e 10 anos, que dedicou a primeira (o nome da filha) e segunda (um desenho de duas meninas) tatuagem a elas. Que o diga a contadora Lídice Cerqueira, 30, mãe da pequena Maria Elis, de 9 meses. Ela escreveu o nome da menina, mas com um coração no lugar da letra M. “Estou vivendo a melhor fase da minha vida”, afirma. Já a designer Nathalia Lara, 31, que têm duas tatuagens em homenagem à filha de 1 ano, diz que “se possível, tatuava o corpo inteiro com o nome dela”.

Princesa Preciosa, diz a tatuagem de Nathalia em homenagem à filha (Foto: Arquivo Pessoal)

O desenho desse tipo que mais tocou Led’s foi do beijo de uma menininha que ele reproduziu no corpo da mãe. Eles passaram batom na filha e ele tatuou exatamente a impressão do beijinho dela. “É natural que as pessoas queiram expressar na pele esse amor. É o sentimento mais verdadeiro que existe”, conclui Leds, que já tatuou na esposa um tributo à filha e ao neto deles e agora planeja fazer a homenagem nele também. Concordamos!

O nome da pequena Maria Elis foi marcado com o símbolo do amor (Foto: Arquivo Pessoal)

Criou coragem?

Falamos com a dermatologista Carla Bortoloto, colunista do It Mãe, sobre dicas de saúde e segurança que você deve levar em conta na hora de fazer uma tatuagem:

  • Procure um estúdio de tatuagem de total confiança e que tenha sido bem recomendado. A tatuagem é um procedimento invasivo passível de várias complicações, que podem ser evitadas se o local for limpo e o profissional, experiente;
  • Não exponha a tatuagem ao sol por pelo menos 90 dias a princípio. Nesse período, a pele ainda estará em processo de cicatrização, e o sol pode favorecer alterações no pigmento da tatuagem, além de manchas e até migração do pigmento;
  • Use sempre filtro solar sobre o desenho, mesmo se não for se expor diretamente ao sol, depois que caírem as casquinhas.
  • Aplique creme cicatrizante indicado por dermatologista para prevenir infecções por alguns dias após o procedimento;
  • Não remova as crostas ou coce a área tatuada;
  • Importante: não faça tatuagem se tiver grávida ou amamentando. A tatuagem é um procedimento que pode apresentar riscos para a mãe e também para o bebê, como uma reação alérgica ao pigmento utilizado ou até um processo infeccioso.

A estudante Patrícia Simões, 28, optou por um desenho que representasse ela e a filha (Foto: Arquivo Pessoal)

Fonte: http://itmae.uol.com.br

No Comments Yet.

Leave a comment